Currículo Larps


Participantes: entre 3 e 6.

Duração: 3:30 (30 minutos de preparação+2 horas de jogo+30 minutos de coffee break)


1. Prelúdio

Personagens

Os participantes se sentam em círculo. Começando pelo de maior titulação (ou titulação mais antiga no caso de empate), cada participante cria um nome (plausível) para o jogador seguinte na escala de titulação.

Pesquisem o nome criado na plataforma Lattes, filtrando para que apareçam apenas doutores. O primeiro resultado referente a alguém com a titulação de doutorado será utilizado como personagem. Caso nenhum nome apareça como resultado, um novo nome deverá ser criado e o processo deverá ser reiniciado.

Repita o procedimento até que todos os participantes estejam com personagens.

Reservem um tempo para que cada um estude o currículo de seu personagem.

IMPORTANTE: embora as pessoas que constam na Plataforma Lattes sejam reais, as personagens inspiradas nelas não são. Caso considerem ofensivo, utilizem apenas o currículo como referência, alterando o nome.


Grupo de Trabalho

Definidos os personagens, é hora de cada participante anunciar em voz alta a área da sua titulação. Uma vez que todos façam isso, os participantes deverão discutir qual o tema que reuniria todos eles em um congresso. Assim que chegarem num consenso, todos devem sair do ambiente em que se encontram. Quando voltarem a entrar no ambiente, estarão representando seus personagens.


2. O Congresso

Funcionamento

O primeiro a re-entrar no ambiente deverá controlar o tempo, que será de duas horas. Além disso, o tempo das apresentações dos congressistas (10 minutos cada) deverá ser controlado por essa mesma pessoa.

Cada participante, por ordem alfabética do sobrenome, deverá realizar uma apresentação de 10 minutos envolvendo o tema escolhido durante a etapa Grupo de Trabalho. Ao final de todas as apresentações, debatam uns com os outros até completar as duas horas de duração.


Acordos

Aplausos. Não importa o que aconteça, ao final de uma apresentação, e ao final do congresso, todos deverão ser aplaudidos. Quanto mais você discordar e desprezar uma pessoa, com mais ênfase irá aplaudir.

Ad hominem. Sempre envolva alguma crítica, insulto ou ofensa pessoal ao congressista, de maneira sutil. Todos deverão ignorar que isso foi dirigido à pessoa, tratando como se fosse uma questão pertinente ao argumento.

Interessante. Quando quiser interromper a fala de alguém, comece uma frase falando “interessante! …” e complete apontando a coisa que menos lhe chamou a atenção na fala da pessoa em questão. Isso é um sinal de que a pessoa deve passar a fala para outra.

De acordo com o meu referencial. Caso as coisas estejam muito monótonas, interrompa a fala de alguém com a frase “de acordo com o meu referencial, …” e complete com as informações mais esdrúxulas e descabidas possível. Pode inclusive sair de algo academicamente verossímil e envolver qualquer devaneio que lhe parecer pertinente. A pessoa interrompida deve responder educadamente às suas colocações.


3. Coffee break

Se reúnam em torno de uma mesa. Se houver comida e/ou bebida, consumam avidamente. Conversem sobre trivialidades, como se fossem amigos íntimos. Se aproximem mais daquelas pessoas com quem mais discordaram durante o congresso. Na sua cabeça, essa falsa cordialidade é mais do que suficiente como pedido de desculpas por quaisquer atrocidades que porventura você tenha cometido.

Se considerarem pertinente, discutam a experiência fora de seus personagens após o término do coffee break.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Enigma do Imperador Todaparte e a cidade que sumiu

Falha Trágica!

A Última Noite